"Essas coisas de que eu me desespero por não saber colocar em versos"

Nada pra dizer....
Saber que eu sinto saudades sozinho dói.
- Marcello Henrique.
(via sou-inseguro)

Dessa vez seria diferente, nova etapa… Nova gente, mas por ironia do destino você apareceu… Apareceu e me envolveu e tudo que me fez sentir?!… Você chegou e arrumou as coisas em lugares diferentes, mudou minha rotina e ate me deu forças para ser valente… E o tempo passou e com ele a vontade de ser mais próxima aumentou a necessidade de retribuir todo bem que você me fez… E então como um passe de magica você me beijou e o “nosso” (meu) amor floresceu…. demorei tanto para novamente sentir e você veio e tomou isso de mim, tomou-me o amor, pegou pra si… Disse o tão inesperado, mas desejado “eu te amo”. E com um golpe só, arrebatou meu coração… E depois de inunda-lo de amor de carinho, de enche-lo de lembranças, o devolve diz que não me amas, depois de eu encontrar musicas e mais musicas que se encaixam perfeitamente na nossa historia você arranca-me o chão e eu nem sei se caio em abismo ou se afogo em um oceano de sei la oque… e a frustração de não tirar você do pensamento por um segundo que seja sabendo que você nem deve sequer lembrar de mim, ou de qualquer momento que tivemos isso me mata, é isso que me arrasta de novo e sempre para o mesmo ponto, o mesmo abismo, o mesmo oceano de lembranças que eu não quero lembrar, mas que não me sai da memória, o que me apunhala é o fato de que talvez eu não signifique nada pra você, mas que você pra mim… Ainda significa muito, o que me doí, oque me derruba quando eu estou bem é que eu passo pelos corredores e lembro de tudo, tropeço nas escadas onde eu e você costumávamos ficar, e eu me perco nisso tudo, (nesse labirinto de memórias), no meio desse turbilhão de sentimentos e me tomo pela raiva por que a tua maldita voz me dizendo “eu te amo” tomou-me o coração e eu a escuto em pensamento e eu lembro e relembro todas as noites sem entender o motivo de você simplesmente me bagunçar, de simplesmente aparecer e tomar-me, de ter me feito feliz e depois me privar disso tudo… O que me desgasta é o fato de eu não simplesmente não saber oque fazer sobre tudo isso….

O que te falta é comprometimento, condição de entrega. Falta você olhar nos olhos e dizer o que sente, o que ama, o que sempre quis vomitar mas nunca conseguiu - ou que nunca pode. Falta olhar à vida e, principalmente, ao nosso amor, com mais seriedade e hombridade. Ser honesto primeiramente consigo mesmo, decidindo o que te falta, o que te acrescenta, o que te evolui e o que te regride. Ver que a vida, apesar de doída, não gira em torno do seu único mundo… Este idealizado que você tanto me mostra. O que te falta é me levar a sério para a vida, assumindo tudo o que for carga e bagagem que esse amor traz. O que te denuncia são esses olhares cabisbaixos, sem cor, sem brilho e sem amor que me olham quando a tevê está desligada. O que te denuncia são suas atitudes mal tomadas e, principalmente, as que deixa de tomar por puro comodismo e conveniência. O que te (me) apunhala pelas costas, é este seu descomprometimento com o futuro moldado que você deseja, mas que está longe de batalhar para alcançá-lo. E mais longe ainda da motivação para vivê-lo. O que te regride é achar que amor é uma coisa sem cá nem lá, que te cobre quando está frio mas que vai embora quando está calor. O que te acusa da frieza de ser inexistência vez sim vez não, são estas suas palavras mal ditas, mais ainda as que não dizes. O que te falta, mas falta mesmo, é olhar para mim como você diz que olha, mesmo que nunca tenha olhado desse jeito que inventastes. O que não te cabe, sem exitar, sou eu, quando foges do óbvio como se não estivesse com uma placa imensa na testa escrita que errou. E ainda erra. O que te falta é a decência para assumir o erro sem dizer que meus excessos - que não foram tão exacerbados - são o que nos mata. O que te falta, acima de tudo, é a humanidade que você deixa de ter ao dizer que me ama por texto, mas que cara a cara não coloca em prática. O que te falta é ter obrigação com o que construímos, temos e que, futuramente, possamos ter. Porque eu, acima de você, aceitei a condição de entrega que o amor nos impõe. E mergulhei sem exitar nesse mar, nesse caos que somos. E mais que aceitar a condição, aceitei tudo o que estava estampado na sua cara e o que não estava. Porque apesar te faltar tudo isso, desde motivação ao compromisso, o mais importante você sempre teve: eu. Então não ouse, de maneira alguma, perder o que foi te entregue de bandeja. O que te falta é a dignidade de admitir que te falta muito. E melhorar e ajustar e modificar. Porque eu, apesar da grande carência de qualidade, te uso para poder melhorar. Vê se ao menos me olha com compaixão, mas não me olha assim, desse jeito cansado, desmotivado e abandonado. O que te falta é tratar as pessoas que você gosta, literalmente da maneira como gostaria de ser tratado. E isso vale pro amor também. Principalmente a ele! O que te falta é colocar a fé em nós e no que temos. O que te falta é olhar para mim como descreve, não como realmente age. O que te falta é definhar sem mim, só para ver quão amarga é a vida sem tudo isso que construímos. Consciência, isso que te falta. Para ver que estamos aqui por algum motivo ou qualquer destino que seja. Consciência e um choque de realidade, para compreender que se não regar da forma certa, vai morrer. Só por cima do seu cadáver? Será por cima do nosso cadáver, pode ter certeza. Pode rir, mas acho que o que te faltava, era só este texto. E aqui está.
- Alugue Felicidade. “Mabel ao ex, quem sabe eterno amor.”  (via aluguefelicidade)

É porque você não sabe a vontade que eu tenho de chegar e te beijar, de dizer que sonhei com você, de pegar a tua mão e passear em qualquer lugar, é que você não sabe o tanto que me dói te ver passar e simplesmente te deixar ir pra outro lugar onde eu não posso ir

Eu sempre fui o que se importa, se dedica e vai até o fim do mundo por alguém que amo.
- Gramaticas. (via doluckiness)
Preciso de alguém que permaneça. Que fique. Que aguente. Isso, amor… Que aguente a minha intensidade, que pule dos mais altos prédios comigo. Alguém que segure minha mão durante a queda, e no final do abismo, continue junto a mim.
- Bernadete Guedes (via doluckiness)
Pessoas que se amam, fazem de tudo pra dar certo.
- Bianca Menezes. (via finais)

segredosencobertos:

Meu amor você não viu
Mas eu escrevi mais um verso
Você foi embora e eu fiquei aqui
No mesmo lugar, escrevendo mais um verso
Buscando palavras que não existem
Para expressar sentimentos que não sei dizer quais
Mas meu amor queria que voltasse
Mesmo que fosse só para ler mais um verso…

Eu queria ter nascido egoísta. Não sei só pensar em mim, não sei só me importar comigo mesmo. Esse é o problema, eu me importo demais.
- Erronizar. (via sou-inseguro)

Themed